top of page

Esquema Ponzi: Entenda sua ilegalidade e os direitos do investidor lesado



O Esquema Ponzi é uma fraude financeira que tem como objetivo enganar investidores, prometendo altos retornos sobre o dinheiro investido. Ele é ilegal e seu nome é em homenagem a Charles Ponzi, um italiano que ficou famoso por ter aplicado esse golpe em Boston, nos Estados Unidos, em 1920.


Nesse tipo de esquema, o golpista promete aos investidores lucros extraordinários em um curto espaço de tempo, geralmente com aplicações em moedas estrangeiras, negociação de ações ou outros investimentos arriscados. No entanto, esses lucros são pagos com o dinheiro dos próprios investidores, que acreditam estar recebendo um retorno sobre o investimento.


O esquema Ponzi não é sustentável a longo prazo, pois os golpistas precisam de novos investidores para pagar os antigos. Quando o número de novos investidores diminui, o esquema entra em colapso, e os investidores perdem todo o seu dinheiro.

Além de ser ilegal, o esquema Ponzi é considerado crime contra a economia popular, previsto no artigo 2º da Lei nº 1.521/51. O golpista pode ser condenado a pena de reclusão, que varia de um a dez anos, além de multa.


O investidor lesado pelo esquema Ponzi tem o direito de buscar a reparação do dano sofrido. A primeira medida é registrar um boletim de ocorrência na polícia, para que sejam iniciadas as investigações criminais.


Em seguida, o investidor pode procurar um advogado especializado em direito do consumidor ou em direito empresarial para ingressar com uma ação judicial, buscando a reparação do dano. É possível entrar com uma ação coletiva, que reúne vários investidores lesados pelo mesmo esquema, ou uma ação individual, que busca reparação pelos danos individuais sofridos.


A Justiça pode determinar o bloqueio dos bens do golpista, para garantir a reparação do dano, e também pode determinar o pagamento de indenização aos investidores lesados. No entanto, nem sempre é possível recuperar todo o dinheiro investido.


Por isso, é importante que o investidor sempre desconfie de promessas de altos retornos em um curto espaço de tempo, principalmente quando a proposta envolve investimentos arriscados ou pouco conhecidos. É preciso ter cautela e buscar informações sobre a empresa e os investimentos antes de investir o seu dinheiro. Afinal, prevenir é sempre melhor do que remediar.

6 visualizações0 comentário
Um tablet com uma seta
bottom of page